STORE IN STORE – Camisaria Pampulha

Ao pé da letra a expressão “Store in Store” significa “Loja dentro de Loja”. É uma estratégia utilizada para as marcas independentes, porém com estruturas de negócios que apresentam sinergia e querem unir forças em prol de um objetivo em comum: aumentar vendas e visibilidade.

DO ONLINE PARA LOJA FÍSICA

Foi o caso da marca Camisaria Pampulha. Presente no mercado online há 4 anos a empresária escolheu um espaço dentro do maior crossfit de Belo Horizonte para abrir seu primeiro ponto de venda físico.

A alternativa é positiva para ambas as empresas, uma vez que a academia apresentava espaços ociosos que agora são ocupados pela loja. Com isso a empresa que sede o espaço ganha, pois consegue rentabilizar o local ocioso e garante a seus clientes uma experiência de compra melhor. Já que ao irem para academia conseguem ter acesso a outros serviços. Para a Camisaria Pampulha, que tem como foco na venda de roupas multimarcas para o público masculino, a simbiose se torna muito interessante pois o local já possui um público fidelizado.

CRIANDO UMA LOJA QUE GERE NEGÓCIOS

Assim nosso cuidado ao realizar o projeto, foi pensar no ambiente da Camisaria criando sua identidade arquitetônica. Isso se torna fundamental para quem frequenta o lugar entender que são marcas diferentes. E para a Camisaria é importante pois permite futuras unidades em outras localidades sigam o mesmo padrão e sejam reconhecidas por seus clientes.

Pensando no público alvo, definimos as cores e a temática contemporânea fazendo assim que a loja gere conexão e chame a curiosidade dos que passam pela academia. Esse é o processo AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e tomada de Ação) que utilizamos para criar conexão com o shopper.

Um ponto muito importante quando se trata do modelo Store in Store, é a segurança. Assim sem criar barreiras visuais, utilizamos as cordas que além criar uma conexão com o crossfit e dão ao espaço um ar despojado. Nos dias em que a loja não funciona gradil imitando antigos elevadores fecham o ambiente, mas ainda ficam visíveis para os que por ali passarem.

FOCO NO RESULTADO

Segurança, economia e resultados em vendas: esses são pontos importantes que devem ser pensados ao se construir uma loja. A loja se torna um grande vendedor quando pensada de forma estratégica. E toda essa análise só é possível porque nós da Complleta Design somos especialistas em Design de Lojas. E pensamos em cada detalhe do projeto para que traga resultado para a sua loja.

Veja o projeto:

STORE IN STORE – Camisaria Pampulha

Ao pé da letra a expressão “Store in Store” significa “Loja dentro de Loja”. É uma estratégia utilizada para as marcas independentes, porém com estruturas de negócios que apresentam sinergia e querem unir forças em prol de um objetivo em comum: aumentar vendas e visibilidade.

DO ONLINE PARA LOJA FÍSICA

Foi o caso da marca Camisaria Pampulha. Presente no mercado online há 4 anos a empresária escolheu um espaço dentro do maior crossfit de Belo Horizonte para abrir seu primeiro ponto de venda físico.

A alternativa é positiva para ambas as empresas, uma vez que a academia apresentava espaços ociosos que agora são ocupados pela loja. Com isso a empresa que sede o espaço ganha, pois consegue rentabilizar o local ocioso e garante a seus clientes uma experiência de compra melhor. Já que ao irem para academia conseguem ter acesso a outros serviços. Para a Camisaria Pampulha, que tem como foco na venda de roupas multimarcas para o público masculino, a simbiose se torna muito interessante pois o local já possui um público fidelizado.

CRIANDO UMA LOJA QUE GERE NEGÓCIOS

Assim nosso cuidado ao realizar o projeto, foi pensar no ambiente da Camisaria criando sua identidade arquitetônica. Isso se torna fundamental para quem frequenta o lugar entender que são marcas diferentes. E para a Camisaria é importante pois permite futuras unidades em outras localidades sigam o mesmo padrão e sejam reconhecidas por seus clientes.

Pensando no público alvo, definimos as cores e a temática contemporânea fazendo assim que a loja gere conexão e chame a curiosidade dos que passam pela academia. Esse é o processo AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e tomada de Ação) que utilizamos para criar conexão com o shopper.

Um ponto muito importante quando se trata do modelo Store in Store, é a segurança. Assim sem criar barreiras visuais, utilizamos as cordas que além criar uma conexão com o crossfit e dão ao espaço um ar despojado. Nos dias em que a loja não funciona gradil imitando antigos elevadores fecham o ambiente, mas ainda ficam visíveis para os que por ali passarem.

FOCO NO RESULTADO

Segurança, economia e resultados em vendas: esses são pontos importantes que devem ser pensados ao se construir uma loja. A loja se torna um grande vendedor quando pensada de forma estratégica. E toda essa análise só é possível porque nós da Complleta Design somos especialistas em Design de Lojas. E pensamos em cada detalhe do projeto para que traga resultado para a sua loja.

Veja o projeto:

REPLICAÇÃO DE LOJAS – Franquias Pizza Roots

Redes de lojas e franquias tem por principio oferecer a mesma experiência de compra. E ter um ambiente visualmente parecido é uma dessas premissas. Como cliente devemos identificar essa loja em qualquer lugar do mundo. Porém, cada loja tem uma arquitetura diferente. Como lidar com isso? A solução para isso é o serviço de replicação de lojas.

A replicação de lojas consiste em adaptar o padrão de identidade visual e projeto da loja a cada nova unidade. E foi isso que fizemos para a rede de franquias Pizza Roots.

CASE: LOJA PIZZA ROOTS

Marca presente em São Paulo, abriu sua primeira loja em Minas Gerais. E nos fizemos o projeto de adequação do projeto para a nova unidade da franquia em Belo Horizonte.

A pedido dos novos franqueados, pegamos o manual da marca e estudamos os materiais e padrão estabelecido.  Seguindo a identidade da marca,  fizemos as adaptações necessárias. Tendo cuidado sempre em manter o conceito da  experiência de compra proposta pela franqueadora.

BENEFÍCIOS DA REPLICAÇÃO

O resultado foi um sucesso! Uma loja que retrata exatamente o se encontra nas outras unidades. Isso garante tranquilidade da franquia que sabe que não encontrará sua marca replicada de forma inadequada. 

Para os franqueados, é a segurança que vão conseguir executar tudo conforme a franqueadora pediu. Além do apoio da nossa equipe para compra dos materias e acompanhamento da obra. Com isso,  o empresário pode investir seu tempo precioso em outras atividades.

Tudo isso só é possivel porque nós da Complleta Design, somos especialistas em Design de Lojas. Com isso, temos a experiência e o domínio dos cuidados que se deve ter ao replicar redes de lojas e franquias.

Veja as fotos do projeto desenvolvido por nós:

ABRIR UMA LOJA – 3 DICAS DO QUE DEVE FAZER

Seu negócio cresceu e você precisa abrir uma loja? Por onde começar?
Confira na nossa galeria abaixo, 3 dicas práticas com coisas que você precisa saber antes de abrir a sua loja.

1.A procura do ponto perfeito: A dica aqui é, antes de assinar o contrato de locação, verifique a viabilidade na prefeitura. Por meio do número do IPTU, você confere se existe alguma proibição do seu segmento de negócio na área especifica. E assim evita surpresas desagradáveis.

2.Seja único: O que te diferencia dos seus concorrentes? Aposte em uma identidade visual que faça com que seus clientes te reconheçam. É importante que o ponto de venda seja um verdadeiro cenário. E que proporcione experiências marcantes e faça com que seu cliente encante-se por sua marca. Para isto, utilize de todos os estímulos sensoriais: cores, cheiros, texturas e músicas.

3.Uma loja deve ser dinâmica: Pense em campanhas ao longo do ano para surpreender seu cliente. Lembre-se: Quem não é visto não é lembrado, mas o que é visto todo dia, também é esquecido!

Veja algumas inspiração:

Quais cuidados se deve ter ao abrir ou reformar um restaurante?

Uma das grandes peculiaridades, ao se pensar na criação ou reformas de um restaurante, é a atenção com a legislação. Mas ao contrário, do que muitos empresários pensam: a legislação é nossa aliada!

Adequar as normas é aumentar gastos?

É comum pensarmos que as normas são nossas grandes inimigas. Regras que estão lá para barrarem nossos interesses. Muitas dessas impressões se devem pelo fato que se adequar a legislação em muitos casos significa maior investimento. Isso é, prever mais pias, ralos, banheiros, etc. E considerando o interesse inicial do empresário, são mais gastos, o que diverge do interesse inicial.

Porém, é fundamental ver a norma como uma segurança para o negócio. Para restaurantes, seguir as indicações e investir na estrutura conforme é estipulado no projeto arquitetônico, garante o controle dos riscos de contaminações e infecções alimentares. Situações essas que se não previstas colocam em risco a reputação, credibilidade da marca e geram maiores gastos com multas e com reformas posteriores.

Mas a fiscalização é tão esporádica. Por que preocupar com isso?

É verdade, que a fiscalização em muitas cidades ainda é falha. No entanto, sempre que denunciado estabelecimento comercial é fiscalizado para que se possa verificar a denúncia. E nesse âmbito temos de ter atenção em dois aspectos. Primeiro deles: clientes. Temos um público cada vez mais crítico e consciente. Que ciente das normas e dos direitos tem denunciado estabelecimentos que descumpram as normas.

Outro aspecto a ser considerado são os concorrentes. Pois é, ao ver um novo entrante muitos concorrentes o denunciam. Assim eles conseguem desestabilizar a equipe e os locais que na preguiça, ou na ausência de conhecimento das normas não atenderam as exigências. Isso pode gerar advertências, multas e em casos mais graves até o fechamento do estabelecimento.

Restaurante onde fiscais são bem-vindos!

A grande lição para os restaurantes é: evite telhados de vidro! Fique atento as normas e contrate um escritório que tenha familiaridade com elas e com a elaboração de projetos na área de alimentação. Além disso, informe aos funcionários e demais colaboradores sobre a importância de seguir o projeto, manuais e os POP’s (procedimentos operacionais padronizados). Assim quando atirarem “pedras” sua marca estará bem protegida.

COWORKING E ESPAÇO ARTESANAL – Tailândia

 

Projetos criativos nos inspiram e este coworking ganhou nosso coração! Modelo de negócio que tem muito a se desenvolver no Brasil, os espaços compartilhados são uma tendência que deve crescer e amadurecer ainda mais nos próximos anos. 

CUIDADOS AO MONTAR UM COWORKING

A ambientação em coworkings tem papel fundamental para gerar uma experiência única aos usuários. E deixar claro o conceito e o público que se quer atingir.

Portando, não investir no projeto deixa o negócio frágil, já que diminui a percepção de valor em relação ao local.  E não aproveita de forma funcional e ergonômica o que o espaço tem a oferecer. Essas questões impactam diretamente no faturamento e sucesso do negócio a curto prazo.

Ter claro em mente o público que quer atingir é o primeiro passo. Com isso, claro a escolha das cores, móveis e disposição dos móveis serão pensadas de modo a criar conexão e valor com esse público.

Segundo passo, pense que serviços esse público irá demandar. Você consegue fornecer isso? Se sim, implemente. Isso gera comodidadeo comodidade ao seu cliente e rentabilidade para o seu negócio.

EXEMPLO NA PRÁTICA

Nesse post você vê como esse coworking integrou outros modelos de negócio como forma de melhorar a rentabilidade. 

O Hubba Thailand em Bangkok, é um coworking que server de exemplo e inspiração do que falamos acima.  Eles se denominam um coworking artesanal. Isso é, além do compartilhamento dos espaços de trabalho o Hubba disponibiliza também equipamentos para empreendedores que lidam com a economia criativa. E além do valor gerando com o ambiente, eles rentabilizam também os equipamentos disponibilizados. 

Com o objetivo de impulsionar parcerias e o empreendedorismo criativo na Tailândia o espaço estimula a interação entre os frequentadores com a integração quase que total dos ambientes.  

Na ambientação o destaque é como a arquiteta Yupadee Suvisith usa de ideias simples, basicamente cor e os dutos de cabeamento, para dar ao espaço uma personalidade inovadora e deixando claro na decoração o conceito de integração presente no negócio.  Um modelo de negócio sensacional com uma estética que consegue transmitir isso muito bem.

Fonte: Supermachine Studio  

FRANQUIA – O que não pode faltar em uma franquia?

Não importa quantos ou quais canais de comercialização sua franquia escolherá comercializar.  Seja loja física, loja virtual, quiosque, store in store, bike, truck, etc. O que é fundamental ter em todas elas é a : padronização ou identidade do ponto de venda.

Isso é, todos esses locais de contato entre shopper (seu cliente; aquele que compra) e a sua marca devem gerar a mesma experiência de compra. Assim comprando em casa. Numa na loja de rua em Juiz de Fora. Ou em um shopping em Belo Horizonte a experiência deve ser a mesma.

Em todos esses locais, por meio dos elementos decorativos, cores, formas, som e cheiro o seu cliente deve conseguir perceber os valores da sua marca. Ao ponto que em caso de grande amadurecimento da marca, nós poderíamos tirar todas as placas e sinalizações que indiquem o nome da loja, e mesmo assim os shoppers conseguiriam saber em que loja estão entrando.  Esse é o grande desafio de toda franquia: tornar -se único e memorável.

Vamos fazer um teste? Você saberia dizer quais são os nomes dessas franquias?

FRANQUIA 1

FRANQUIA 2

FRANQUIA 3

Fácil, né? Assim como essas poderíamos colocar várias outras que boa parte das pessoas acertariam ou pelo menos se lembrariam de já ter visto uma. Isso porque, essas marcas construíram identidades visuais de personalidade e imprimiram em seus PDV (pontos de venda).

Para que ficou na dúvida, segue abaixo as respostas:

Franquia 1: Subway. Segunda maior franquia em relação ao número de lojas no Brasil em 2015, fonte ABF.

Franquia 2: Cacau Show. Terceira maior franquia em relação ao número de lojas no Brasil em 2015, fonte ABF.

Franquia 3: Chilli Beans.

E sua loja, tem uma identidade única? Seus clientes conseguem enchergar a diferença entre você e seus concorrentes?